Programa paroquial

sábado, 26 de novembro de 2016

Vigiai, para que estejais preparados


27 de novembro de 2016 | 1º domingo do advento | Ano A
Leituras | Comentário | Boletim


A liturgia deste domingo apresenta um apelo veemente à vigilância. O cristão não deve instalar-se no comodismo, na passividade, no desleixo, na rotina; mas deve caminhar, sempre atento e sempre vigilante, preparado para acolher o Senhor que vem e para responder aos seus desafios. O Evangelho apela à vigilância. O crente ideal não vive mergulhado nos prazeres que alienam, nem se deixa sufocar pelo trabalho excessivo, nem adormece numa passividade que lhe rouba as oportunidades; o crente ideal está, em cada minuto que passa, atento e vigilante, acolhendo o Senhor que vem, respondendo aos seus desafios, cumprindo o seu papel, empenhando-se na construção do “Reino”.

sábado, 19 de novembro de 2016

«Lembra-Te de mim, Senhor, quando vieres com a tua realeza»

Solenidade de Cristo Rei
20 de novembro de 2016 | 34º domingo do tempo comum | Ano C
Leituras | Comentário | Boletim


A Palavra de Deus, neste último domingo do ano litúrgico, convida-nos a tomar consciência da realeza de Jesus. Deixa claro, no entanto, que essa realeza não pode ser entendida à maneira dos reis deste mundo: é uma realeza que se exerce no amor, no serviço, no perdão, no dom da vida. O Evangelho apresenta-nos a realização dessa promessa: Jesus é o Messias/Rei enviado por Deus, que veio tornar realidade o velho sonho do Povo de Deus e apresentar aos homens o “Reino”; no entanto, o “Reino” que Jesus propôs não é um Reino construído sobre a força, a violência, a imposição, mas sobre o amor, o perdão, o dom da vida.

sábado, 12 de novembro de 2016

Adoração na vigília de Cristo Rei


No próximo domingo, 20 novembro, celebramos a Solenidade de Cristo Rei que marca o último Domingo deste ano litúrgico; para preparar esta Solenidade, na próxima quinta-feira, após a missa das 20h, há vigília com um momento de adoração eucarística. Sendo um dia importante para o movimento da ACR que, neste dia, promove a renovação das promessas dos seus militantes, este momento de oração será também marcado pela presença deste movimento.

«Pela vossa perseverança salvareis as vossas almas»

13 de novembro de 2016 | 33º domingo do tempo comum | Ano C
Leituras | Comentário | Boletim


A liturgia deste domingo reflecte sobre o sentido da história da salvação e diz-nos que a meta final para onde Deus nos conduz é o novo céu e a nova terra da felicidade plena, da vida definitiva. Este quadro (que deve ser o horizonte que os nossos olhos contemplam em cada dia da nossa caminhada neste mundo) faz nascer em nós a esperança; e da esperança brota a coragem para enfrentar a adversidade e para lutar pelo advento do Reino. O Evangelho oferece-nos uma reflexão sobre o percurso que a Igreja é chamada a percorrer, até à segunda vinda de Jesus. A missão dos discípulos em caminhada na história é comprometer-se na transformação do mundo, de forma a que a velha realidade desapareça e nasça o Reino. Esse “caminho” será percorrido no meio de dificuldades e perseguições; mas os discípulos terão sempre a ajuda e a força de Deus.

sábado, 5 de novembro de 2016

06 de novembro de 2016 | 32º domingo do tempo comum | Ano C
Leituras | Comentário | Boletim



A liturgia deste domingo propõe-nos uma reflexão sobre os horizontes últimos do homem e garante-nos a vida que não acaba. No Evangelho, Jesus garante que a ressurreição é a realidade que nos espera. No entanto, não vale a pena estar a julgar e a imaginar essa realidade à luz das categorias que marcam a nossa existência finita e limitada neste mundo; a nossa existência de ressuscitados será uma existência plena, total, nova. A forma como isso acontecerá é um mistério; mas a ressurreição é uma certeza absoluta no horizonte do crente.